19 3869.6161   •   vendas@origembr.com.br
suporte   •    

5 dicas valiosas para quem precisa trocar de ERP

ERP

Em uma economia em que, para diversos setores, a competitividade está cada vez mais forte, a adoção de um sistema de gestão pode significar a diferença entre crescer ou desaparecer do mercado. Mas, a escolha de um ERP não é uma tarefa simples e costuma gerar uma série de dúvidas no momento da contratação.

De acordo com recentes pesquisas realizadas pelo Portal ERP com mais de 4.500 empresas que usam sistemas de gestão empresarial, 18% delas pretendem comprar novos módulos de automatização e 26% planejam investir em atualização do software. Os números mostram um cenário promissor para este mercado.

Confira alguns pontos que devem ser avaliados:

1 - Saiba o que esperar de um ERP

As empresas precisam ter um plano e saber, exatamente, o que esperar do sistema, não só no primeiro momento, mas também no pós-compra, que envolve o acompanhamento da evolução dos processos e, consequentemente, do negócio. Então, é preciso considerar não apenas os resultados imediatos, mas sim, se o fornecedor está apto para acompanhar a evolução do negócio no futuro.

2 - Opte por um fornecedor que tenha conhecimentos além de TI

O ERP precisa ser flexível para atender todos os tipos de negócio. No momento em que sua empresa queira inovar ou abranger um novo mercado, será necessário um software flexível o suficiente para incorporar essas novidades, e o seu fornecedor deverá acompanhar seu crescimento com novas soluções que vão além da tecnologia oferecida.

3 - Contrate um ERP que exija menos suporte técnico

O suporte técnico deve ser de qualidade, mas tem que ser usado com moderação. O propósito é não ter a necessidade de entrar em contato com o suporte técnico a todo momento. E, para isso, é preciso certificar a equipe e ter autonomia. Exija que o fornecedor ofereça essa autonomia para o seu negócio. 

4 - Avalie a tecnologia

Muitas vezes o potencial fornecedor de ERP vai lhe apresentar uma solução com tudo o que sua empresa precisa, só que sobre uma plataforma projetada, escrita e programada nos anos 80 ou 90. Por mais que ela possa ser remendada, sempre existirá uma limitação natural da tecnologia. Por isso é importante saber se a tecnologia empregada é recente, porque é isso que vai determinar a capacidade de inovação do fornecedor.

5 - Considere a maturidade da solução

Outro ponto a ser avaliado é a maturidade da plataforma e a flexibilidade apresentada por ela. A maturidade está ligada ao tempo de mercado do sistema, se ele já foi suficientemente testado e se, depois dos testes, se mostrou estável. Além de maduro, um bom ERP deve ser focado em gestão, e permitir a aplicação das melhores práticas da administração para viabilizar a evolução contínua do negócio.

Fonte: Terra

Deseja realizar um orçamento ou tirar alguma dúvida sobre nossos serviços? Preencha seus dados abaixo que entraremos em contato o mais breve possível!

Preencha o campo nome. Preencha o campo whatsapp.
Preencha o campo e-mail.