19 3869.6161   •   vendas@origembr.com.br
suporte   •    

Update Easy ERP [2017.8.0.0]

Update Easy ERP [2017.8.0.0] Liberado em 29/08/2017

Agora é possível consultar os dados de um parceiro no SEFAZ de forma automática.

Ao incluir/alterar um parceiro de negócios, informe o CNPJ/CPF (formatado) do parceiro, clique direito sobre o campo > Consultar dados do parceiro na SEFAZ.
O sistema irá consultar esse CNPJ no banco de dados do Sintegra, caso ele exista, os campos do endereço e Inscrição Estadual serão preenchidos automaticamente.

Lembrando que é necessário ter um certificado digital e preparar a base para que as consultas sejam feitas corretamente (Contate nosso suporte para realizar a implantação).
Alguns estados restringem essa consulta ou não retornam todos os dados.

Preparando a base para realizar as consultas

  • 1 - Disponibilizar o certificado digital pela preferência do sistema;
    • Preferências > Faturamento > Certificado Digital
    • O certificado deve ficar num diretório onde o Easy ERP está instalado
  • 2 - A base deve estar preparada para emitir NF-e;
    • Faturamento > Ambiente NF-e > Configurar

Lista de disponibilidade

Veja quais estados disponibilizam a consulta e também algumas particularidades de cada um:

Testes realizados com um emitente de NF-e no estado de SP:

UF

Consulta CPF

Consulta CNPJ

Retorno

AC

Não

Sim

Funcionando

AL

Não

Não

O webservice da SEFAZ/AL não permite a consulta de dados por CNPJ

AM

Não

Não

O webservice da SEFAZ/AM não permite a consulta de dados por CNPJ

AP

Não

Não

O webservice da SEFAZ/AP não permite a consulta de dados por CNPJ

BA

Sim

Sim

Funcionando - Não traz o endereço

CE

Sim

Sim

Funcionando - Não traz a cidade

DF

Não

Não

O webservice da SEFAZ/DF não permite a consulta de dados por CNPJ

ES

Não

Não

O webservice da SEFAZ/ES não permite a consulta de dados por CNPJ

GO

Não

Sim

Funcionando

MA

Não

Não

O webservice da SEFAZ/MA não permite a consulta de dados por CNPJ

MG

Não

Sim

Funcionando

MT

Sim

Sim

O webservice da SEFAZ/MT não permite a consulta de dados por CNPJ

MS

Sim

Sim

Funcionando - Não traz a cidade

PA

Não

Não

O webservice da SEFAZ/PA não permite a consulta de dados por CNPJ

PB

Não

Sim

Funcionando - Não traz o endereço

PE

Não

Sim

O webservice da SEFAZ/PE não permite a consulta de dados por CNPJ

PI

Não

Não

O webservice da SEFAZ/PI não permite a consulta de dados por CNPJ

PR

Não

Sim

Funcionando

RJ

Não

Não

O webservice da SEFAZ/RJ não permite a consulta de dados por CNPJ

RN

Não

Não

O webservice da SEFAZ/RN não permite a consulta de dados por CNPJ

RO

Não

Não

O webservice da SEFAZ/RO não permite a consulta de dados por CNPJ

RR

Não

Não

O webservice da SEFAZ/RR não permite a consulta de dados por CNPJ

RS

Sim

Sim

Funcionando

SC

Não

Sim

Funcionando

SP

Não

Sim

Funcionando

SE

Não

Não

O webservice da SEFAZ/SE não permite a consulta de dados por CNPJ

TO

Não

Não

O webservice da SEFAZ/TO não permite a consulta de dados por CNPJ

 

 

O sistema agora suporta a emissão de notas para parceiro participante do PADIS.

O que é o PADIS e para que serve?

Programa de apoio ao desenvolvimento tecnológico da indústria de semicondutores.
É beneficiária do PADIS a pessoa jurídica que realize investimento em pesquisa e desenvolvimento - P&D na forma do art. 6º, da Lei 11.484/2007 e que exerça isoladamente ou em conjunto, em relação a dispositivos eletrônicos semicondutores classificados nas posições 85.41 e 85.42 da Nomenclatura Comum do Mercosul – NCM e mostradores de informação (displays). 
Consiste em redução a zero do PISCofinsIPICIDE e Imposto de Importação sobre determinadas operações.

Fonte: http://idg.receita.fazenda.gov.br/acesso-rapido/legislacao/legislacao-por-assunto/padis

Emitindo uma nota para parceiros participante do PADIS

Novidades implementadas no sistema:

Parceiros

Criamos um novo campo para marcar um parceiro como participante do PADIS:

Parceiros > aba 'Informações Adicionais' > aba 'Fiscais' > marcar 'PADIS?'

Classificação Fiscal

Criamos uma nova coluna para marcar uma classificação como participante do PADIS:

Cadastros > Classificação Fiscal > duplo clique 'PADIS?'

Emissão de nota fiscal

Quando da emissão de uma nota fiscal em operação onde o cliente estiver com a opção PADIS marcada no cadastro de parceiros e a classificação fiscal relacionada ao produto também possuir a opção PADIS marcada o sistema terá o comportamento abaixo.

  • PIS (R$) = 0 (P0ITN.PIS);
  • COFINS (R$) = 0 (P0ITN.COFINS);
  • Base Cálculo PIS (R$) = 0 (P0ITN.BASECALCPIS);
  • Base Cálculo COFINS (R$) = 0 (P0ITN.BASECALCCOFINS);
  • CST PIS = '06' (P0ITN.CST_PIS);
  • CST COFINS = '06' (P0ITN.CST_COFINS);
  • PIS (%) = 0 (P0ITN.ALIQPIS);
  • COFINS (%) = 0 (P0ITN.ALIQCOFINS);
  • P0ITN.CSLL = 0 (P0ITN.CSLL);
  • P0ITN.CSLLS = 0 (P0ITN.CSLLS);

Informações Adicionais da NF-e:

  • O sistema salva uma lista com todos os NCM envolvidos no PADIS e exibe uma única mensagem no modelo abaixo (sem duplicar NCM em caso do mesmo se repetir):
    • Isenção de PIS e COFINS dos itens vinculados ao(s) código(s) NCM XXXX.XX.XX conforme Lei nº 11.484/2007, arts. 1º a 11 e Decreto nº 6.233/2007.
 

 

Ao escriturar uma nota de entrada, na validação de escrituração do produto, incluimos uma nova regra:

  • Se o CFOP informado NÃO for iniciado em 3 (importação) e a procedência informada no item for igual a 1 ou 6, o sistema gerará o seguinte alerta/crítica: "Alerta - Possível erro de escrituração: Foi informado CFOP NÃO iniciado em 3 (importação) com procedência = 1 ou 6!"

 

 

Agora o sistema diferencia os arquivos .XML e .PDF das notas fiscais quando a empresa utiliza blocos distintos para emitir notas com séries diferentes.

Ambiente para XML

Quando a empresa possuir dois blocos NF-e com Série distinta, preencher em um dos blocos o campo em Faturamento > Blocos de Notas Fiscais > Pasta p/Salvar XML (só é necessário informar o NOME da pasta).
Esse campo deve receber o nome de uma pasta já criada dentro de ...\Programas\XML.

Ao emitir NF-e o sistema fará:

  • No bloco SEM o campo Pasta p/Salvar XML o comportamento é o padrão atual;
  • No bloco COM o campo Pasta p/Salvar XML o sistema irá salvar as XMLs dentro desta pasta(inclusive as cartas de correção);

Ambiente para PDFNFE

A pasta PDFNFE continuará a mesma, porém ela irá receber os arquivos com nomes diferentes.
Os arquivos serão nomeados com o número da NF-e junto com a Série informada no bloco de notas fiscais:

Exemplo:

  • Bloco HOM com Série 1 = XXXXX_1
  • Bloco TST com Série 2 = XXXXX_2

Obs.: A rotina do Aviso de Embarque é capaz de capturar o XML e PDF tanto na nomenclatura antiga como atual, evitando assim que o sistema não encontre um arquivo gerado durante a transição de uma versão para outra do sistema.

 

 

O relatório de Via de Expedição agora pode ser filtrado pela Opção dos itens do pedido de vendas/proposta.

Pedido de Vendas > dropdown 'Impressão' > Outros Relatórios > Via de Expedição e Separação de Materiais > Opção 'Via de Expedição'

Adicionamos a caixa Filtrar opção onde o sistema assim permite filtrar a opção especifica antes da impressão.

Importante: Se em um mesmo PV forem mescladas propostas diferentes, o sistema não fará distinção entre as propostas e exibirá a via de expedição simplesmente agrupada por opção. Portanto, se duas ou mais propostas tiverem opções coincidentes, os itens destas opções irão aparecer mesclados num único grupo na via de expedição.

 

 

Criamos novas funcionalidades para contemplar as vendas realizadas para SC com MVA Diferenciado e para empresas enquadradas no regime tributário Simples Nacional utilizando produtos presentes na Cesta Básica da Construção Civil.

Novos campos

  • Cadastro de Produtos:
    Criamos um novo campo para classificar um produto como um Item da Cesta Básica da Construção Civil:
    • Produtos > aba 'Produção, Promocional e Outros' > marcar Item da Cesta Básica da Construção Civil.
  • Classificação Fiscal:
    Criamos novos campos no cadastro de 'protocolos para estados':
    • Cadastros > Classificação Fiscal > clique direito na grade > Cadastro de protocolos, alíquota de ICMS interno e Fundo... > Itens da Cesta Básica da Construção Civil:
      • ICMS Interno %;
      • IVA Saída %;
      • IVA Ajustado Simples %;
    • Também melhoramos essa tela para que o usuário insira os dados numa tela e não diretamente na grade.
  • Cadastro de Parceiros:
    • Marcar o campo já existente: Optante pelo Simples.
  • Faturamento:
    • Após cadastrar as alíquotas, adequar os Parceiros e os Produtos a rotina deve aplicar as alíquotas diferenciadas para cada cálculo. Funcionará em Propostas, Pedido de Vendas sobre Proposta e Pedido de Vendas Manual. Veja o exemplo na tabela Exemplo de Classificação Fiscal
  • O sistema guardará no Log de Eventos do sistema quando um ou mais campos sofrerem alteração nos Parâmetros de formação de preços do cadastro de parceiros.

Campos:

  • Fator venda;
  • Moeda;
  • Proposta por;
  • PIS/COFINS no lista;
  • ICMS no lista;
  • ISS no lista;
  • Sempre usar lista na proposta;
  • Acordo ?;
  • Alíquota do PIS/COFINS;
  • Margem;
  • Contribuinte ST;
  • Fator divisão;

 

 

Nova rotinas e ações que agora são registradas no log de eventos do Easy ERP:

Cadastro

Atividades

* Sub-atividades

* Sub-atividades 2

Vendedores

Área Geográfica

Cadastros de Cidades/IBGE

Famílias

Classificação Fiscal

Grupo de Família

Moedas e Cotações

* Cotações

Filiais

Impostos Federais

Alíquotas de ICMS para Estados

Condições de Pagamentos

Tabela de Comissões

Colaboradores

Cadastro de Naturezas de Operações (CFOP)

Cadastro de Blocos de Notas Fiscais

Bancos

Centros de Custos e Sub Centros de Custos

* Sub Centros de Custos

Despesas

< Voltar