19 3869.6161   •   vendas@origembr.com.br
suporte   •    

Update Easy ERP [2016.12.0.0]

Update Easy ERP [2016.12.0.0] Liberado em 05/12/2016

•  O sistema não permite mais baixas de títulos do Pagar e Receber utilizando um banco sem conta corrente cadastrada. O mesmo vale para lançamentos de Crédito, Débito e Cadastrar Cheque na tela do Bancário.

•  A metodologia para calculo de ST, quando o estado de destino for SE (Sergipe) e o cliente for consumidor final (Ativo Fixo e CFOP 6404) será diferente.


A) VALOR DA OPERAÇÃO R$ 1.000,00
B) ICMS DESTACADO OPERAÇÃO INTERESTADUAL 4% = R$ 40,00
C) CÁLCULO DA EXCLUSÃO DO ICMS OPERAÇÃO INTERESTADUAL DA BASE DE CÁLCULO, CONSIDERANDO-SE O IMPOSTO REGULARMENTE DESTACADO NO DOCUMENTO FISCAL R$ 1.000,00 - R$ 40,00 = R$ 960,00
D) VALOR DA OPERAÇÃO SEM O ICMS OPERAÇÃO INTERESTADUAL R$ 960,00
E) BASE DE CÁLCULO DO ICMS DIFERENCIAL DE ALÍQUOTA CONSIDERANDO ALÍQUOTA INTERNA DE 18% (R$ 960,00 / 1 - 0,18) = R$ 1.170,73
F) APLICAÇÃO ALÍQUOTA INTERNA SOBRE A BASE DE CÁLCULO, CONSIDERANDO A ALÍQUOTA INTERNA DE 18% R$ 1.170,73 X 18 = 210,73
G) VALOR DEVIDO A TÍTULO DE ICMS DIFERENCIAL DE ALÍQUOTA R$ 210,73 - R$40,00 = 170,73
O mesmo acontecerá ao criar o pedido de vendas sobre a proposta.
  Alteração no cálculo do DIFAL de Minas Gerais (MG) para parceiros Não contribuintes do ICMS, incluindo o ICMS de Partilha e Fundo de combate a pobreza. Requisitos:
1 - Parceiro marcado como Não Contribuinte do ICMS (Parceiros > aba 'Informações Adicionais' > sub aba 'Fiscais' > Não Contribuinte ICMS?);
2 - Produto com classificação fiscal atribuída ao protocolo de estados de MG com a alíquota de 2% do Fundo de combate a pobreza;
3 - CFOP de venda para não contribuinte 6108 (sugestão).
Operações:
1 - O cálculo será atribuído na proposta, o valor cálculo é sobre o unitário apenas;
2 - O cálculo será atribuído em pedido de vendas manual, os valores serão visualizados apenas na emissão da nota.
Cálculo de exemplo:
1 - Unitário do produto: 1.000;
2 - Alíquota interna do destino somado com o FCP: 18% + 2% = 20%;
3 - Inclusão do ICMS relativo a operação: 1.000 / 1 - alíquota interna = (1.000 / 0,80) = 1.250;
4 - Aplicação da alíquota interestadual: 1.250 * 12% = 150,00;
5 - Aplicação da alíquota interna: 1.250 * 20% = 250,00;
6 - Valor recolhido no destino: 250,00 - 150,00 = 100,00;
7 - Valor devido FCP: 1.250 * 2% = 25,00;
8 - Valor do diferencial de alíquota: 100,00 - 25,00 = 75,00.

< Voltar